7 de mai de 2016

PROGRAMAÇÃO

DIA 18/05 QUARTA-FEIRA
Abertura
19h30 - ELOAR GUAZZELLI conversa com LAERTE COUTINHO. Mediação: NANNI RIOS


foto @Rafael Roncato

Projeções
biAhweRTher e Otto desenhos animados
Performance
León Rojas
Música 
21h - As Batucas - Orquestra Feminina de Bateria e Percussão
Leituras      
21h30 - Angélica Freitas e Luna Vitrolira


Valéria Houston
Música
22h - Valéria Houston
Djs: Nanni Rios, Julia Barth, Joelma Terto e Manoel Canepa
Local: Ocidente Bar

DIA 19/05 QUINTA-FEIRA
Mesa 1 – Um teto todo nosso: as escritoras e os espaços literários
18h30 –  JÚLIA DANTAS, CÍNTIA MOSCOVICH e ELIANE MARQUES
Leituras: ELIANA GUEDES. Mediação: PRISCILA PASKO


Eliane Marques, foto @Mauricio Oliveira
Mesa 2 – Encontro com
20h –  PAULO SCOTT e ELVIRA VIGNA. Mediação: MOEMA VILELA
Local: Palavraria


Tropykaos - Gabriel Pardal e Fabricio Boliveira
Cinema
19h30 - Exibicao de TROPYKAOS (Direção: Daniel Lisboa) e debate com o ator GABRIEL PARDAL e a documentarista CAROL ARAUJO
Local: Sala P.F. Gastal (Usina do Gasometro) 

Exposição
21h – Abertura da exposição coletiva Ao volante – ilustrações para poema de Fernando Pessoa
22h – Over woman, festa-homenagem às artistas gráficas
Local: Café Cartum

DIA 20/05 SEXTA-FEIRA
Mesa 3 – Bate-papo com as artistas
18h30 – ANA TERRA, ERICA MARADONA e CARLA PILLA. Mediação: FABRIANO ROCHA


Ana Terra
A Cidade dos piratas - conversa com
19h30 – PILAR PRADO e OTTO GUERRA
Mesa 4 – Corpo-ficção-poesia-corpo-movimento
20h – ISMAEL CANEPPELE, CARINA SEHN e GABRIEL PARDAL
Mediação: NATASHA CENTENARO
Local: Palavraria

Festa Pornopopeia em Venus
22h30 - CARINA SEHN (performance), RAFAELA MASONI (DJ), ISMAEL CANEPPELE (DJ), BOBBY BAQ (Poesia), LUNA VITROLIRA (Poesia) e ELIZEU BRAGA (Poesia)
Local: Casa Frasca

DIA 21/05 SÁBADO
Papelera, edição especial
14h30 a 20h –
Lançamentos de livros, revistas, zines e feira
Mesa 5 - Bate-papo com
14h30 – JOSÉ PEDRO GOULART
 e PAULO SÉRGIO GUEDES
Leitura A melhor maneira de dizer tudo em 6 minutos
15h34 – NATÁLIA NODARI
Performance: Inspirado em traços reais
15h40 - BRUNO CARDOSO (performance), REGINALDO PUJOL FILHO (texto)




Sou Negritude e feminismo
16h – NEGRA JAQUE
Mesa 6 Estados em Poesia – leituras com os poetas
16h30 – MARIA REZENDE (RJ), EVERTON BEHENCK (RS), LUNA VITROLIRA (PE), NICOLAS NARDI (RS), DIEGO DOURADO (MA), ELIZEU BRAGA (RO), BOBBY BAQ (SP), SAMUEL LUIS BORGES (SP)



Mesa 7 - Explosão
18h30 – MARCELO BACKES comenta o romance Explosão (Hubert Fichte) e lê trechos do livro ainda inédito no Brasil
Local: Goethe Instut Poa

Lançamentos e leituras
20h30 – RICARDO SILVESTRIN (Typographo), ESCOBAR NOGUEIRA (Borges vai ao cinema com Maria Kodama) 




Espetáculo de poesia Carne do umbigo
21h30 – MARIA REZENDE
Festa Gandaia
22h30 - Djs Rafael Ferretti e Pitti Sgarbi
Local: Casa de Teatro
                      
DIA 22/05 DOMINGO
Recital Caio F – em construção
18h30 – DEBORAH FINOCCHIARO e FERNANDO SESSÉ



Mesa 8 - Arte nas ruas e intervenção urbana
19h – VITAL LORDELO e DIONE MARTINS XADALU. Mediação: NICOLAS NARDI
Local: Aldeia, espaço cultural


***
OFICINAS:

ANGÉLICA FREITAS (poesia) - oficina exercícios poéticos e tradução, dirigida a pessoas que já escrevem poesia; na oficina serão traduzidos e reescritos poemas e comentados os resultados. Inscrições no link
Local: Aldeia - espaço cultural

ELOAR GUAZZELLI (desenho e direcao de arte) - oficina com foco no desenho e suas aplicações, tanto no audivisual, quanto nas ilustrações e nos quadrinhos. Inscrições no link
Local: Galeria Hipotética

***

FILME:

Tropykaos (direção: Daniel Lisboa; elenco: Gabriel Pardal, Manu Santiago, Dellani Lima, Edgard Navarro) – exibição dia 19 de maio, às 19h30, na Sala PF Gastal (Usina do Gazometro), e debate com o ator GABRIEL PARDAL e a documentarista CAROL ARAUJO.

20 de abr de 2016

Pré-estreia da FestiPoa Literária

A livraria Baleia, o espaço cultural Aldeia e a FestiPoa Literária, orgulhosamente, convidam para a oficina de Haikai com a poeta Alice Ruiz, nos dias 21, 22 e 23 de abril (às 14h30, na Aldeia). Restam, ainda, algumas vagas. Corra pra se inscrever. Informações no link:https://www.facebook.com/events/227555417597268/
E a parceria Livraria Baleia e FestiPoa Literária apresentará também o lançamento da programação da nona edição da festa literária no dia 24 de abril, domingo (às 19h, na Aldeia), com leituras de Alice Ruiz e Ricardo Silvestrin. A  9ª edição da festa literária, agendada para 18 a 22 de maio, terá a artista gráfica Laerte Coutinho como homenageada.  
Na mesma noite, Alice apresenta ao público seus dois novos livros: "Outro silêncio" (Cia das Letras) e "Afrodite – quadrinhos eróticos" (editora Veneta), com direito a sessão de autógrafos. Alice Ruiz é uma das maiores poetas da nossa literatura e vem publicando haikais desde os anos 1980. Já investigou o tradicional poema de origem japonesa em suas múltiplas possibilidades, traduzindo versos direto do japonês e criando poemetos híbridos da influência nipônica com a nossa irreverente poesia marginal. A entrada é franca, e a produção é da FestiPoa Literária em parceria com a Livraria Baleia e o espaço cultural Aldeia. 


22 de jun de 2015

Programação desta segunda-feira

Na Palavraria
Lançamento e bate-papo
19h – “Quebrantos e sortilégios”, de IVO BENDER. Participação: MARIA DA GLÓRIA BORDINI




Na Aldeia
Sarau Erótico
21h - NANNI RIOS, MÔNIQUE ESSWEIN e a convidada especial ADRI A.



18 de jun de 2015

Programação desta quinta-feira

Mesa 3
Nau da memória no mar das ideias
Na Palavraria, 18h30 – Conversa de WELLINGTON DE MELLO, DÉBORA FERRAZ e PEDRO GONZAGA. Mediação: REGINALDO PUJOL FILHO



Débora Ferraz
Lançamento: "Estrangeiro no labirinto", de Wellington de Melo
Adicionar legenda




















Histórias de canções
Às 20h, na Palavraria | Conversa de WANDER WILDNER


















e JULIO RENY sobre histórias de canções, baladas, punk, amor e morte. Mediação: MARCELO NOAH


16 de jun de 2015

Programação desta quarta-feira

Cíntia Lacroix
Henrique Schneider
Mesa 1, 
As cores viajam na porta do trem
18h30 – HENRIQUE SCHNEIDER, LUIS ROBERTO AMÁBILE e CÍNTIA LACROIX conversam sobre suas obras. 


Mediação: GABRIELA SILVA
Local: Palavraria





Mesa 2
Só você manda em você
20h – JEFERSON ASSUMÇÃO e JUREMIR MACHADO DA SILVA debatem os livros "A vaca azul é ninja" e "A sociedade medíocre".  
Mediação: JÉFERSON TENÓRIO
Local: Palavraria

Juremir Machado da Silva

Show de VITOR RAMIL e CARLOS MOSCARDINI


Show especial de VITOR RAMIL e CARLOS MOSCARDINI na 8ª edição da FestiPoa Literária, no dia 16 de junho, às 20h, no Teatro do CIEE (Dom Pedro II, 861. Estacionamento no local ao preço único de R$ 14,00).
Abertura: IAN RAMIL.
Ingressos esgotados.
Apoio especial: Teatro CIEE-RS
Apoio cultural: Palavraria Livros Cafés, Livraria Bamboletras, Instituto Goethe-Institut Porto Alegre e Sintrajufe/RS.


15 de jun de 2015

8ª edição da FestiPoa Literária

Abertura da 8ª edição da FestiPoa Literária, com o escritor homenageado, VITOR RAMIL, e os convidados ISMAEL CANEPPELE e FELIPE ELIZALDE, na próxima segunda-feira, a partir das 19h, no Bar Ocidente. No encontro, VITOR vai falar sobre seus livros e discos.
Entrada franca, respeitada a capacidade de lotação do lugar. Retirada de senhas a partir das 18h na bilheteria do Ocidente.

Vitor Ramil. foto @Ivana Arruda Leite

14 de jun de 2015

Programação especial da 8ª FestiPoa: cursos, filmes, palestras


  • Mostra de filmes com participação dos diretores e roteiristas

Local: sala de cinema PF Gastal. Mediador: Ismael Caneppele
Datas:
18/06, 20h: Exibição de "Morro do céu" e debate de Ismael Caneppele com o Gustavo Spolidoro
19/06, 20h: Exibição de ("o vento lá fora") e debate de Ismael Caneppele com o Marcio Debelian
20/06, 20h: Exibição de "Pas ce soir" ("Esta noite não") e debate de Ismael Caneppele com o Ernesto Filho








Palestra

Caetano Lido e Cantado, palestra com Diego Petrarca.
Dia 17/06, de 18h30 a 20h30. Local: Memorial do RS/Auditório 1º andar (Rua Sete de Setembro, 1020 – Centro Histórico). Inscrições gratuitas: festipoaliteraria@gmail.com.
https://www.facebook.com/events/1597339497188403/

2015 é o ano em que Caetano Veloso completa 50 anos de carreira, e o poeta e professor de literatura Diego Petrarca conduz um encontro para audição e comentários sobre a composição do compositor baiano, incluindo um repertório seletivo de algumas das suas canções mais e menos conhecidas, de modo a conhecer melhor seu trabalho poético musical e personalidade estética.
// Diego Petrarca nasceu em Porto Alegre em 20 de março de 1980 e é fã de Caetano Valoso desde Lua de São Jorge, 1989. Mestre em Teoria Literária - Escrita Criativa. Publicou os livros: Nova Música Nossa (crônicas) 1998, Mesmo (poesia) 2003, Banda (poesia) 2002, Via Cinemascope (poesia), 2004. Cada Coisa (Multifoco -poesia) 2012, Vento & Avenca (Athy -haicais) 2012, Hai-Cábulos, (edições Dulcinéia Catadora) com Andréia Laimer (2012) e Tudo Figura, (2014) selecionado pelo Plano de Edições do Instituto Estadual do Livro. Premiado em concursos literários. Integrou 15 antologias, publicou textos e poemas em jornais e revistas. Trabalha em projetos de literatura e jornalismo literário. É professor de literatura do Estado do RS e ministra oficinas literárias em órgãos de cultura em Porto Alegre.

Curso

Curso Ritmos Brasileiros vai apresentar, em dois encontros de nos dias 18 e 19 de junho, os principais ritmos brasileiros sob a perspectiva da composição musical e de arranjo para canções. Coordenado por Guto Leite, terá participação dos músicos Guilherme Costa Vieira Alves, Thiago Rogério Lourenço, Pedro Moreira da Silva e Dhieego Cardoso de Andrade.
Inscrições gratuitas até 15 de junho pelo email: festipoaliteraria@gmail.com
Local do curso: Centro Histórico-Cultural Santa Casa
https://www.facebook.com/events/469753329867343/

// Guto Leite: professor adjunto de Literatura Brasileira (UFRGS), graduado em Linguística pela Unicamp, especialista, mestre e doutor em Literatura Brasileira pela UFRGS. Como poeta, venceu o Prêmio Açorianos, categoria Criação Literária, em 2012, com o livro entrechos ou valas do silêncio, além de finalista em 2010, na categoria Poesia, com o livro zero um. Compositor popular, foi gravado pelas bandas Casa 7 (SP), Telecoteco (SP), Cantavento (SP) e Âmago Trio (SP). Em 2013, participou do projeto Sesc Mais Leitura, quando deu quarenta palestras sobre Literatura e Canção por escolas públicas do estado do Rio Grande do Sul. Organizou, em parceria com a Festipoa Literária, na Casa de Cultura Mário Quintana, o projeto “Na Casa dos 30”.

Exposições

“Desenhos invisíveis”, do ilustrador e cartunista uruguaio GERVASIO TROCHE
Abertura dia 19/06, às 18h30. Visitação de 19/06 a 19/07.
Local: Memorial do RS/Térreo, espaço Correios (Rua Sete de Setembro, 1020 – Centro Histórico).


Boca cheia de jardim", de JUERGEN CANNES
Visitação de 28/06/2015 // das 19h às 21h
Local: Espaço Cultural 512 - Rua João Alfredo, 512

3 de jun de 2015

Programação

DIA 15/06 SEGUNDA-FEIRA
Abertura
Deixar ser o que se é
19h – ISMAEL CANEPPELE e FELIPE ELIZALDE conversam com VITOR RAMIL, escritor homenageado.
Local: Ocidente Bar

DIA 16/06 TERÇA-FEIRA
Show *
20h - Abertura: IAN RAMIL
"Délibáb": VITOR RAMIL e CARLOS MOSCARDINI
Local: Teatro do CIEE

DIA 17/06 QUARTA-FEIRA
Mesa 1
As cores viajam na porta do trem
18h30 – HENRIQUE SCHNEIDER, LUIS ROBERTO AMÁBILE e CÍNTIA LACROIX conversam sobre suas obras. Mediação: GABRIELA SILVA
Mesa 2
Só você manda em você
20h – JEFERSON ASSUMÇÃO e JUREMIR MACHADO DA SILVA conversam sobre os livros "A vaca azul é ninja" e "A sociedade medíocre". Mediação: JÉFERSON TENÓRIO
Local: Palavraria

DIA 18/06 QUINTA-FEIRA
Mesa 3
Nau da memória no mar das ideias
18h30 – Conversa de WELLINGTON DE MELLO, DÉBORA FERRAZ e PEDRO GONZAGA. Mediação: REGINALDO PUJOL FILHO
Lançamento: "Estrangeiro no labirinto", de Wellington de Melo
A melhor maneira de dizer tudo em 6 minutos
19h54 - Leitura de LÉO TAVARES
Mesa 4
Histórias de canções
20h - Conversa de JULIO RENY e WANDER WILDNER.
Local: Palavraria

DIA 19/06 SEXTA-FEIRA
Abertura da exposição “Desenhos invisíveis” e lançamento da revista VOLVER
18h30 –  GERVÁSIO TROCHE e artistas convidados da revista VOLVER
Local: MemorialRS/Espaço Correios
- - - - -
Livro aberto
19h30 – CÍNTIA MOSCOVICH comenta e lê trechos do livro “Patrimônio”, romance de Philip Roth. Apresentação de Tag - experiências literárias
Mesa 5
Livros no quintal
20h30 – LÉO TAVARES e DAVI BOAVENTURA participam de leituras e debate. Mediação: REGINALDO PUJOL FILHO e MARCO DE MENEZES
Lançamentos
“Os doentes em torno da caixa de Mesmer”, de Léo Tavares, vencedor do concurso Contista estreante, promovido pela FestiPoa e editora Modelo de nuvem.
"Poemas de plástico", livro de poemas de Gustavo Rückert
Poemita
22h - Leituras com os poetas NÍCOLAS NARDI, GUSTAVO RÜCKERT, ROBERTA SANTIAGO e BÁRBARA ARMANGE
Festa da FestiPoa Literária
22h30 -  DJ MANOEL CANEPA
Local: Casa de teatro

DIA 20/06 SÁBADO
Nascer leva tempo
15h – Lançamento de “Vitor Ramil - nascer leva tempo”, de LUIS RUBIRA e bate-papo de JUAREZ FONSECA com o autor do livro
Mesa 6, A literatura de Stefan Zweig
16h – Conversa com a tradutora KRISTINA MICHAHELLES e o jornalista ALBERTO DINES sobre "Autobiografia: o mundo de ontem", de STEFAN ZWEIG. Mediação: ULI KAUP
Lançamentos
“Autobiografia: o mundo de ontem”, de Stefan Zweig
"Travessias", zine do Nonada - Jornalismo Travessia
"Subversa", revista literária, participações de Morgana Rech, Diego Petrarca e convidados
"Projeto vídeo-cartas"
Solar", coletivo com ROBERTA SANTIAGO E BÁRBARA ARMANGE
Mesa 7
Desenhos invisíveis
18h – FABIO ZIMBRES conversa com GERVÁSIO TROCHE
Lançamento
“Desenhos invisíveis”, de Gervásio Troche
"Pig Brother" e "Até nenhum lugar", de Ademir Assunção
 A melhor maneira de dizer tudo em 6 minutos
19h39 - Leitura de GISELA RODRIGUEZ e vídeo de ROGÉRIO FERRARI
Performance poética
19h45h – DIEGO DOURADO, RICHARD SERRARIA, GUSTAVO GASPAR e FELIPE CONDE
Show e lançamento do cd Brique
20h – GUTO LEITE e banda
Local: Instituto Goethe

DIA 21/06 DOMINGO
Osso, feira e espaço convergente de literatura, artes, cinema, performance e música
18h às 22h – CARLOS FERREIRA e convidados.
Sessão de autógrafos de GERVASIO TROCHE.
Performances e exibição de fotos do projeto DESORDEM, com as participações de FERNANDA CHEMALE, GISELA RODRIGUEZ, DANIELA DE PAULA, ED LANNES, PASCAL BERTEN e FLÁVIO WILD
Não é céu
21h - Leituras com os poetas EVERTON BEHENCK, GABRIELA SILVA e GERMANA ZANETTINI
Show e festa
22h – Banda "Suco Imperial"
Local: Espaço Cultural 512
* Cobrança de ingressos após as 21h

DIA 22/06 SEGUNDA-FEIRA
Lançamento e bate-papo
19h – “Quebrantos e sortilégios”, de IVO BENDER
Local: Palavraria
Sarau erótico
21h30 - NANNI RIOS, MONIQUE ESSWEIN e ADRI A.
Local: Aldeia

DIA 23/06 TERÇA-FEIRA
Teatro
20h –  “Mameloschn: Língua-mãe”. Texto: de Marianna Salzmann (Alemanha). Direção: Mirah Laline. Elenco: Ida Celina, Mirna Spritzer, Valquíria Cardoso e Philipe Philippsen
Local: Instituto Goethe


* Ingressos esgotados.
** Os títulos de algumas das atividades são citações de músicas ou fazem referência a textos de Vitor Ramil

- - - -
Programação especial

Mostra de filmes com participação dos diretores e roteiristas
Local: sala de cinema PF Gastal. Mediador: Ismael Caneppele
Datas:
18/06, 20h: Exibição de "Morro do céu" e debate de Ismael Caneppele com o Gustavo Spolidoro
19/06, 20h: Exibição de ("o vento lá fora") e debate de Ismael Caneppele com o Marcio Debelian
20/06, 20h: Exibição de "Pas ce soir" ("Esta noite não") e debate de Ismael Caneppele com o Ernesto Filho

Caetano Lido e Cantado, palestra com Diego Petrarca.
Dia 17/06, de 18h30 a 20h30. Local: Memorial do RS/Auditório 1º andar (Rua Sete de Setembro, 1020 – Centro Histórico). Inscrições gratuitas: festipoaliteraria@gmail.com.

2015 é o ano em que Caetano Veloso completa 50 anos de carreira, e o poeta e professor de literatura Diego Petrarca conduz um encontro para audição e comentários sobre a composição do compositor baiano, incluindo um repertório seletivo de algumas das suas canções mais e menos conhecidas, de modo a conhecer melhor seu trabalho poético musical e personalidade estética.
// Diego Petrarca nasceu em Porto Alegre em 20 de março de 1980 e é fã de Caetano Valoso desde Lua de São Jorge, 1989. Mestre em Teoria Literária - Escrita Criativa. Publicou os livros: Nova Música Nossa (crônicas) 1998, Mesmo (poesia) 2003, Banda (poesia) 2002, Via Cinemascope (poesia), 2004. Cada Coisa (Multifoco -poesia) 2012, Vento & Avenca (Athy -haicais) 2012, Hai-Cábulos, (edições Dulcinéia Catadora) com Andréia Laimer (2012) e Tudo Figura, (2014) selecionado pelo Plano de Edições do Instituto Estadual do Livro. Premiado em concursos literários. Integrou 15 antologias, publicou textos e poemas em jornais e revistas. Trabalha em projetos de literatura e jornalismo literário. É professor de literatura do Estado do RS e ministra oficinas literárias em órgãos de cultura em Porto Alegre.

Curso Ritmos Brasileiros vai apresentar, em dois encontros de nos dias 18 e 19 de junho, os principais ritmos brasileiros sob a perspectiva da composição musical e de arranjo para canções. Coordenado por Guto Leite, terá participação dos músicos Guilherme Costa Vieira Alves, Thiago Rogério Lourenço, Pedro Moreira da Silva e Dhieego Cardoso de Andrade.
Inscrições gratuitas até 15 de junho pelo email: festipoaliteraria@gmail.com
Local do curso: Centro Histórico-Cultural Santa Casa
// Guto Leite: professor adjunto de Literatura Brasileira (UFRGS), graduado em Linguística pela Unicamp, especialista, mestre e doutor em Literatura Brasileira pela UFRGS. Como poeta, venceu o Prêmio Açorianos, categoria Criação Literária, em 2012, com o livro entrechos ou valas do silêncio, além de finalista em 2010, na categoria Poesia, com o livro zero um. Compositor popular, foi gravado pelas bandas Casa 7 (SP), Telecoteco (SP), Cantavento (SP) e Âmago Trio (SP). Em 2013, participou do projeto Sesc Mais Leitura, quando deu quarenta palestras sobre Literatura e Canção por escolas públicas do estado do Rio Grande do Sul. Organizou, em parceria com a Festipoa Literária, na Casa de Cultura Mário Quintana, o projeto “Na Casa dos 30”.

Exposição “Desenhos invisíveis”, do ilustrador e cartunista uruguaio GERVASIO TROCHE
Abertura dia 19/06, às 18h30. Visitação de 19/06 a 19/07.
Local: Memorial do RS/Térreo, espaço Correios (Rua Sete de Setembro, 1020 – Centro Histórico).

Exposição "Boca cheia de jardim", de JUERGEN CANNES
Visitação de 28/06/2015 // das 19h às 21h
Local: Espaço Cultural 512 - Rua João Alfredo, 512



3 de mai de 2015

Pré-estreia da 8ª FestiPoa Literária

Divulgação da programação da 8ª edição da FestiPoa, com participações dos escritores Bernardo CarvalhoJosé Luís Peixoto e da atriz Deborah Finocchiaro, acompanhada do músico Fernando Sessé, no dia 12 de maio, às 19h, no Goethe-Institut Porto Alegre.



Bernardo Carvalho participará pela primeira vez da FestiPoa Literária na pré-estréia da 8ª edição da festa, lançando em Porto Alegre o seu mais recente romance, "Reprodução" (Cia das Letras). O escritor português José Luís Peixoto vem ao Brasil para a pré-estreia da 8ª edição da FestiPoa Literária e oficina de escrita para crianças de 10-12 anos (informações: festipoaliteraria@gmail.com). Peixoto acaba de lançar a edição brasileira de "Morreste-me" pela editora Dublinense.


Haverá sessão de autógrafos de "Morreste-me", com José Luís Peixoto, e de "Reprodução", de Bernardo Carvalho, além de leituras e bate-papo com os autores. A entrada é franca.

22 de abr de 2015

Vitor Ramil, homenageado da 8ª edição

A 8ª edição da FestiPoa Literária, com muita alegria, anuncia o escritor homenageado deste ano: VITOR RAMIL. Além de compositor, Vitor é escritor, publicou três livros de ficção ("Pequod", "Satolep" e "A primavera da pontuação"), e um ensaio, "A estética do frio". 
Com Ismael Canepelle, anfitrião do homenageado no evento, Vitor Ramil participará da abertura da festa e também fará show, acompanhado do músico argentino Carlos Moscardini.




foto @Ana Mendes: Vitor e Guto Leite na FestiPoa de 2011.

13 de abr de 2015

"Os doentes em torno da caixa de Mesmer", de Léo Tavares



Vencedor do concurso Contista Estreante, promovido pela FestiPoa Literária e pela editora Modelo de Nuvem, Léo Tavares lançou, em 2014, seu primeiro livro, Os doentes em torno da caixa de Mesmer. Nascido em 1984, em São Gabriel/RS, o escritor mora em Brasília desde 1999. Foi lá que se tornou bacharel em Artes Plásticas, pela UnB, onde agora pesquisa, para seu mestrado, as relações entre a escrita e a visualidade.
Não por acaso, os contos de Os doentes encontram-se repletos de imagens expressivas, às vezes duras, que, de modo conciso, criam na mente do leitor atmosferas e cenários precisos, ao melhor do gênero. São imagens que, no entanto, podem ser vistas, também, como matéria propícia à poesia.
Léo Tavares vem a Porto Alegre para lançar seu livro na 8ª edição FestiPoa Literária e participar de debate durante o evento. Nesta entrevista, o escritor revela detalhes de seu livro e do caminho percorrido até tornar-se escritor.

Júlia Corrêa


- Tu és bacharel em artes plásticas. Como se deu a aproximação, entretanto, com a literatura? Como tu enxergas a relação entre essas duas linguagens?
Na verdade, a literatura veio antes. Comecei a ler muito cedo, e a escrita começou logo em seguida, desde os doze anos. Durante a adolescência eu dizia que queria ser escritor, que escrever era a coisa que eu mais gostava. Preenchia cadernos e cadernos com romances bastante melosos, folhetinescos, e esses cadernos passavam de mão em mão entre os amigos e os colegas de escola. Mas já adulto veio um interesse muito grande pelas artes visuais e eu senti que precisava me aprofundar nas imagens, que a escrita sempre seria algo constante na minha vida, e que o meu estudo em arte acabaria, de alguma forma, empapando o texto. Assim tem sido, de maneira cada vez mais evidente. Em um momento da minha graduação comecei a perceber a potencialidade visual da escrita e a partir daí as duas linguagens foram se entremeando. O diálogo entre arte e literatura passou a ser o centro do meu trabalho visual e a minha pesquisa de Mestrado orbita em torno desta confluência. Minha produção artística sempre contou com a presença do texto, de uma forma bastante obsessiva, tanto que as únicas figuras existentes nos meus trabalhos visuais são as palavras.

- Lendo alguns dos teus contos, é possível perceber o uso de imagens bastante expressivas (como em "A noite estava aberta tipo ferida de faca"), o que parece revelar um trabalho de prosa poética. Além do mais, são contos relativamente curtos. Tu concordas que há essa aproximação de gêneros?
Concordo. Esta aproximação entre a poesia e a prosa é intencional, e eu diria que inevitável, talvez em grande parte porque as imagens que pedem passagem na construção destes textos vêm, geralmente, de uma atmosfera de sonho, de idealização, ou de negação de um relato mais direto, informativo. Em outras palavras, as imagens para mim são sempre rebuscadas, e assim a linguagem escrita é uma tradução que necessita estar em consonância com essa natureza. Creio que estou mais interessado em encontrar formas de trazer à tona impressões, estados de espírito, do que em simplesmente contar uma história, daí a prosa poética. Também escrevo poesia, mas às vezes ela me parece um campo inóspito para transcrever certas ideias, como se o verso estancasse antes da hora algo que está em curso. Acho até que se poderia dizer que os meus textos são poemas que optaram pela prosa, estão no caminho do contra-verso, que é como a escritora Maria Esther Maciel chama o fragmento de discurso que é intrinsecamente poético, mas que se recusa ao corte do verso, e acaba se hibridizando em prosa.

- É possível falar em alguma unidade entre os contos do livro? Qual seria, para ti, a característica que os aproximaria? Tu os escreveste já pensando em reuni-los em um livro ou foi uma escolha posterior? 
Quando escrevi estes textos, não tive intenção de reuni-los em livro. Foram escritos ao longo de cinco anos, alguns eram publicados no meu blog, outros ficaram guardados por muito tempo sem que ninguém os lesse. A ideia de fazer um livro já existia, e aos poucos fui reunindo esse material e percebendo que alguns deles evocavam imagens muito semelhantes, que traziam frequentemente as mesmas questões, enfim, que transitavam nos mesmos espaços. Creio que eles se aproximam por meio das imagens e dos estados de espírito que os suscitaram, e de temas como a memória e a solidão, principalmente, e também a dificuldade de comunicação e as pequenas tentativas de redenção nesse nosso mundo de hoje.

- Explica um pouco mais o título "Os doentes em torno da caixa de Mesmer". Existe, claro, a história do médico e da caixa magnética. Mas por que essa referência aparece no livro?
Como não existe um fio condutor claro a conectar os contos, pensei desde o início que precisava conformá-los em um título metafórico, que expressasse de algum modo o que se passa com esses personagens. Na universidade, em uma aula sobre arte e loucura, quando estudávamos o desenvolvimento das investigações sobre os processos cognitivos e a criação artística, eu me deparei, em um desvio do tema principal da aula, com um artigo sobre Franz Anton Mesmer, e suas práticas de cura, principalmente esta com a caixa magnética e os doentes aglomerados em torno dela. Estas sessões de mesmerismo, muito disputadas na Europa do séc. XVIII levavam doentes do corpo e da mente a se comprimirem ao redor daquelas caixas a fim de segurar as hastes magnetizadas, formando correntes humanas, em que os pacientes  das primeiras fileiras funcionavam como condutores da cura para os que a eles se agarravam. Esta imagem permaneceu muito forte em mim, a ponto de colecionar reproduções de pinturas e gravuras representando as sessões de mesmerismo. Penso que de uma forma emblemática a nossa contemporaneidade comporta um sem-fim de caixas de Mesmer. Temos as mais variadas promessas de cura: carreira, dinheiro, amor, arte, religião, enfim, todos nós construímos os nossos experimentos de salvação, mas vale lembrar que o objeto da alusão aqui é um experimento criado por um cientista acusado de charlatanismo. Então o título traz essa sombra de ilusão, de propensão à falibilidade.

- Houve alguma mudança da versão destinada ao concurso para a que foi lançada agora pela Modelo de Nuvem?
Sim. A primeira versão do livro, enviada para o concurso Contista Estreante, da FestiPoa Literária e Modelo de Nuvem era um pouco maior. O Marco de Menezes, editor, e a Natalia Borges Polesso, que fez a revisão, contribuíram imensamente para uma versão mais concisa, portanto alguns textos foram retirados e outros novos, que não faziam parte da versão original, mas que dialogavam com a ideia do livro, acrescentados. O livro então foi dividido em três partes (Dentro de Um Feixe de Sol, Pequenos Olhos Sujos e O Fundo do Rio), e creio que cada uma delas comporta os contos por afinidade, ainda que ao longo de todo o livro persistam similaridades temáticas.

3 de out de 2014

FestiPoa Literária revisitada e sampleada

A FestiPoa Literária apresenta programação com oficinas, debates, leituras, lançamentos e exposições de arte nos meses de outubro e novembro. Estão abertas as inscrições para as oficinas com João Gilberto Noll (que iniciará em 13 de outubro e vai até 08 de dezembro) e Gonçalo M. Tavares (nos dias 04 e 05 de novembro). Uma das novidades da FestiPoa neste semestre é a primeira edição do “Risco – Festa das artes gráficas de Porto Alegre”, que será realizado pela FestiPoa Literária e Alice – Agência livre para informação, cidadania e educação, com apoio cultural da Casa de Cultura Mario Quintana. Confira a programação:

João Gilberto Noll ministra oficina na Palavraria
A FestiPoa Literária e a livraria Palavraria oferecem oficina de leitura e escrita com João Gilberto Noll. Os encontros serão às segundas-feiras, de 19h a 21h, a partir de 13 de outubro.
A oficina, que terá duração de dois meses, partirá de leituras solicitadas: de dois livros de contos de escritores contemporâneos - "O voo da madrugada", do brasileiro Sérgio Sant'Anna, e "Iniciantes", do norte-americano Raymond Carver. Essas obras servirão de paradigmas do texto atual, para promover nos participantes o toque nervoso da contemporaneidade. Os alunos produzirão, semanalmente, um conto sob a orientação de Noll.
As vagas são limitadas a 15 participantes.
Carga horária de 16h
Local: Palavraria, rua Vasco da Gama, 165,  telefone 51-3268.4260
Informações pelo email festipoaliteraria@gmail.com e pelo telefone
51-3268.4260.
 
Curso Literatura e os grandes temas da cultura contemporânea, com Gonçalo M. Tavares
Dias 04 e 05 de novembro
Carga horária: 10h
Vagas limitadas: 15 participantes
Informações pelo email festipoaliteraria@gmail.com

"Conto com poesia"
Leituras e bate-papo com as escritoras Moema Vilela e Michelle Buss, no dia 07 de outubro, às 19h.
O encontro, produzido pela FestiPoa Literária revisitada, reúne uma poeta e uma ficcionista para conversa sobre produção literária, ofício de escrita e leitura de seus trabalhos, com mediação do poeta e professor de literatura Guto Leite.
A terceira edição da atividade, que já contou com as participações de Cláudia Tajes, Everton Behenck, Paula Taitelbaum e Pedro Gonzaga, acontecerá na Palavraria (rua Vasco da Gama, 165,  telefone 51-3268.4260), no dia 07 de outubro, às 19h, com entrada franca.

Lançamento e sessão de autógrafos
"Os Rebeldes: Geração beat e anarquismo místico" (L&PM), de Cláudio Willer. Leituras e bate-papo com o autor.
Dia 08/10, 19h, na Palavraria, rua Vasco da Gama, 165,  telefone 51-268.4260
Entrada franca

"Primeiras leituras", com Ismael Caneppele
No dia 16 de outubro, às 19h, na Palavraria, a FestiPoa revisitada inaugura mais um evento para divulgação da literatura produzida na cidade.
"Primeiras leituras" serão encontros mensais para se conhecer, em primeira mão, livros que estão na iminência de serem publicados.
Nessa data, o escritor, ator e roteirista Ismael Caneppele lerá trechos de seu novo livro de ficção, "Só a exaustão traz a verdade" (editora Pergamus), a ser lançado no final de outubro. A mediação da leitura será da escritora e editora Kelli Pedroso. A entrada é franca.
Dia 16 de outubro, às 19h
Palavraria: rua Vasco da Gama, 165, telefone (51) 3268.4260

Cursoficina
"Cursoficina de canções - quatro perspectivas sobre a composição e o estudo de canção popular", com Bianca Obino, Felipe Azevedo, Fernando Lewis de Mattos e Guto Leite.
Dias 15 e 16 de outubro, de 19h a 21h.
Local: Centro Cultural Ceee Erico Verissimo (rua dos Andradas, 1223 - Centro Histórico, telefone: 51-3226-5342)
Número de vagas: 25.
Informações e inscrições: festipoaliteraria@gmail.com

Debate
"Perspectivas sobre a composição e o estudo de canção popular", com Bianca Obino, Felipe Azevedo, Fernando Lewis de Mattos e Guto Leite.
Dia 17 de outubro, às 19h, na Palavraria.
Entrada franca

1º "Risco - Festa das artes gráficas de Porto Alegre"
De 21 a 23 de novembro, na Casa de Cultura Mario Quintana, Bar e espaço cultural 512 e Bar do Marinho. Participarão da programação de oficinas, debates, exposições e lançamentos nomes como Fernando Gonsales, Edgar Vasques, Santiago, Fábio Zimbres, Paula Ramos, Rafael Correa, Fabriano Rocha, Carlos Ferreira entre outros.
O evento terá entrada franca e será realizado pela FestiPoa Literária e Alice – Agência livre para informação, cidadania e educação, com apoio cultural da Casa de Cultura Mario Quintana.

30 de mai de 2014

Agradecimentos

A Festa Literária de Porto Alegre - FestiPoa Literária agradece a todos os patrocinadores e apoiadores culturais e a parceria de co-realização da Agência Livre para Informação, Cidadania e Educação - Alice. Muitíssimo obrigado a todos!

Em breve, iniciaremos a preparação da edição de 2015.


21 de mai de 2014

PROGRAMAÇÂO DE HOJE, QUARTA-FEIRA, 21/05

DIA 21/05 | QUARTA-FEIRA
 
Leituras
17h a 18h - LEITOR DE RUA. Coordenação de MARÔ BARBIERI

Mesa 4
18h30 – LUISA GEISLER, WILSON FREIRE, LIMA TRINDADE conversam sobre suas obras. Mediação: REGINALDO PUJOL FILHO





Lançamentos de “Única voz”, de Wilson Freire, e “O retrato ou Um pouco de Henry James não faz mal a ninguém”, de Lima Trindade
 








Leituras de poemas e lançamentos
20h – PAULO RIBEIRO, RICARDO SILVESTRIN e RODRIGO GARCIA LOPES participam de leituras e lançam os livros “O passo do socorro”, “Miró até agora” e “Estúdio realidade”
Local: Palavraria
 






Show *
22h – CANÇÕES DO ESTÚDIO REALIDADE com RODRIGO GARCIA LOPES
Local: Café Fon Fon. * Ingressos a 30,00

20 de mai de 2014

PROGRAMAÇÃO DE TERÇA-FEIRA, 20/05

DIA 20/05 | TERÇA-FEIRA
 
Leitura | A melhor maneira de dizer tudo em 6 minutos
18h24 – LIMA TRINDADE
 
Mesa 2
18h30 – Entrevista aberta com JOSÉ LUIS PEIXOTO. Mediação: REGINALDO PUJOL FILHO


 
Mesa 3
20h – Sexo na literatura. Bate-papo com FAUSTO FAWCETT e CAROL TEIXEIRA. Mediação: CARDOSO (ANDRÉ CZARNOBAI)

Local: Casa de Teatro de Poa
 

Lançamento
18h às 21h – LEO FELIPE lança “A fantástica fábrica”.


Sarau elétrico *
21h – KATIA SUMAN, LUIS AUGUSTO FISCHER, CLÁUDIO MORENO e DIEGO GRANDO

Local: OX/Ocidente
* Excepcionalmente, com cobrança de ingresso.